COLÉGIO OBJETIVO DE MARINGÁ INICIA PROCESSO DE RETORNO GRADUAL ÀS ATIVIDADES PRESENCIAIS

O Colégio Objetivo de Maringá iniciou o processo de retorno gradual às atividades presenciais. Desde o dia 26 de outubro, a instituição está recebendo alunos para atendimentos individuais, que são destinados a aulas de reforço para alunos do Ensino Fundamental (Língua Portuguesa e Matemática) e Ensino Médio (Física, Química, Língua Portuguesa e Matemática). As aulas de reforço são opcionais e não são inclusas na rotina regular de disciplinas, que seguem em ensino remoto.

Para o regresso das atividades ocorrer de maneira segura e respeitando todos os protocolos de prevenção contra a Covid-19, o Colégio Objetivo elaborou o “Plano de Retomada das Atividades Presenciais”. No documento, foram listadas as adaptações direcionadas a alunos, professores e colaboradores, que incluem alterações no espaço físico, com o controle da entrada dos alunos, higienização das mãos e calçados, medição de temperatura, adaptação de bebedouros, redução do número de carteiras em sala de aula, sinalização de todos os espaços e utilização dos equipamentos de segurança por parte dos colaboradores.

“Nossa equipe também foi treinada para atender aos alunos com todas as exigências legais e toda a segurança necessária. Por fim, fizemos a sensibilização das famílias e estudantes, enviando um informativo e um vídeo de orientação, dando a eles maior segurança e entendimento do processo”, ressalta o diretor do Colégio Objetivo de Maringá, Ricardo Vieira da Silva.

Outro ponto destacado pelo diretor é, apesar de o Colégio Objetivo ter permitido que os estudantes seguissem aprendendo por meio do ensino remoto, a vivência escolar é muito importante para o desenvolvimento educacional. “Por isso achamos de fundamental importância o retorno das atividades presenciais. Também entendemos que as famílias possuem diferentes percepções do momento. Enquanto algumas estão ansiosas pelo retorno das aulas, outras ainda preferem manter os filhos em casa. Por isso, o retorno das atividades extracurriculares foi uma medida importante, pois permitiu que as famílias fizessem a escolha do envio ou não dos filhos, sem prejuízos às atividades remotas.”

Segundo Ricardo, estratégias rumo ao retorno à normalidade são muito importantes. “Esse é o primeiro passo para o processo de retomada das aulas, e seu sucesso trará maior confiança a todos para que em breve possamos voltar a ter toda a comunidade escolar de volta ao ensino presencial.”